Projetada para dar o máximo de controle ao motorista, a direção elétrica é um dos sistemas de direção mais modernos encontrados no mercado automobilístico.

O que fazer se se a direção elétrica do seu carro estiver pesada

A direção elétrica é um dos sistemas de direção mais modernos encontrados no mercado automobilístico. Projetada para dar o máximo de controle ao motorista, possibilitando uma condução segura, rápida, prática, fácil e confortável, esse tipo de direção também pode ser uma escolha econômica, já que demanda menos consumo de combustível, o que consiste em uma escolha altamente vantajosa.

Mas o que fazer quando a direção elétrica estiver pesada e mais dura do que o prometido? É possível que isso aconteça por conta de falhas na mecânica ou por falta de manutenções regulares, por isso é fundamental passar por um mecânico de confiança sempre que possível. Mas também existem alguns fatores que você pode observar e conferir se há necessidade de qualquer reparo.

Para te ajudar, preparamos para você uma breve lista de fatores que podem comprometer o desempenho de sua direção, basta ler abaixo.

Fatores que podem comprometer o bom funcionamento da direção elétrica

Pressão dos pneus: Pode parecer que não, mas se os seus pneus não estiverem devidamente calibrados, com a pressão e proporções incorretas de alinhamento, é possível interferir diretamente na direção, tornando-a mais pesada e consequentemente mais perigoso o ato de dirigir.

Isso faz com que seja necessário sempre conferir a situação dos pneus, incluindo o alinhamento frontal, já que quando irregular pode causar um desgaste maior dos pneus dianteiros, dificultando a presença de equilíbrio no momento de dirigir.

Falhas no braço da direção: Outro fator que pode contribuir para que a direção elétrica fique mais dura ou pesada é a ligação do braço da direção, que se conecta diretamente com a roda através de vários eixos e articulações em U. Devido ao fato de muitas peças trabalharem juntas, qualquer falha em uma delas pode interferir na direção, e notar que essa é a causa do problema é muito fácil: Basta observar como está a direção no momento de ligar o carro, se ela estiver pesada logo na partida, é hora de levar seu veículo a uma oficina.

Correia danificada: A correia da direção sofre desgaste naturalmente com o tempo de uso, ela pode quebrar ou se rachar, o que consequentemente dificulta o motorista de girar a direção. Por isso, fique atento aos primeiros sinais de rigidez, é o momento de trocar a peça.

Vazamento de fluídos ou fluído grosso: Para que a direção elétrica funcione corretamente, é necessário o uso de certos fluídos em sua estrutura, mas é preciso estar sempre atento se tais fluídos não estão vazando, em quantidades inadequadas ou acumulando resíduos de sujeira, que acabam engrossando o líquido. Qualquer irregularidade demanda manutenção imediatamente.

Falhas na bomba: A bomba é uma peça fundamental na direção elétrica ou em outros tipos de direção, como a hidráulica, por exemplo. Em ambos os casos, a pressão da bomba deve estar sempre em níveis adequados para facilitar a direção, por isso, esse é um dos detalhes que mais demandam atenção e manutenção.

Esses são alguns dos fatores que podem interferir no bom funcionamento da direção de seu veículo, se esta for elétrica. Quer mais dicas como essa? Siga acompanhando nosso blog.

Compartilhe já!
Meu carro quebrou, e agora?
POST ANTERIOR
Dicas para cuidar bem dos bancos de couro do seu carro
PRÓXIMO POST